Tesouro Direto

O Tesouro Direto é um ambiente integrado de compra, venda, liquidação e custódia de títulos públicos a pessoas físicas, desenvolvido em parceria pelo Tesouro Nacional e pela Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia (CBCL), acessível somente pela internet.

No programa, o investidor pode adquirir títulos públicos diretamente do Tesouro Nacional, efetuando apenas um simples cadastro no site da instituição financeira (agente de custódia) integrada ao sistema.

Vantagens:

  • Investimentos de baixo custo
  • Liquidez garantida pelo Tesouro Nacional
  • Possibilidade de programar compras e vendas a partir da terceira aquisição realizada em um mesmo agendamento com o agente de custódia diretamente pelo sistema
  • Oportunidade de reinvestir automaticamente os juros semestrais dos títulos e o valor do resgate na data de vencimento
  • Resgate dos títulos antes do seu vencimento pelo seu valor de mercado*
  • Imposto de Renda cobrado somente no ato da venda ou vencimento do título 

Custos Operações realizadas a partir de 06/04/2009

  Taxa de serviço da corretora (Agente de Custódia) 0,25% a.a.
  BM&FBOVESPA 0,30%a.a.

Tipos de Títulos Públicos

O Tesouro Direto proporciona às pessoas físicas os mesmos títulos ofertados às instituições financeiras com taxas pré e pós-fixadas. Os títulos podem conter cupom de juros (normalmente semestral), cujo significado é o pagamento de uma remuneração periódica. O principal é pago no vencimento final do título e podem ser vendidos com ágio ou deságio.

Títulos Prefixados

A rentabilidade não é definida no ato da compra do título e é garantida somente se o investimento for mantido até a data de vencimento do título. São títulos prefixados:

  • Título Prefixado: título negociado com deságio sem pagamento periódico de cupom de juros. A rentabilidade é definida no momento da compra.
  • Título Prefixado com juros semestrais: título com rentabilidade definida no momento da compra com pagamento semestral de cupom de juros.

Títulos Pós-fixados

A rentabilidade não é definida no ato da compra do título e é vinculada à variação de um índice de preço ou taxa de juros. São títulos pós-fixados:

  • Tesouro Selic: título com rentabilidade diária vinculada à taxa básica de juros da economia (taxa Selic), sem pagamento periódico de cupom de juros.
  • Tesouro IPCA com juros semestrais: título com rentabilidade vinculada à variação do IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, com pagamento semestral de cupom de juros.
  • Tesouro IPCA: título com a rentabilidade vinculada à variação do IPCA – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, sem pagamento periódico de cupom de juros.

Saiba Mais:

*A rentabilidade desse investimento somente é garantida pelo Tesouro Nacional na data de vencimento dos títulos públicos. Caso seja solicitado o resgate antecipado, a recompra pelo Tesouro Nacional será efetuada pelos preços vigentes no mercado. Os ganhos ou perdas financeiras decorrentes dessa venda dependerão das condições do mercado nessa ocasião.